United cede empate no final contra o Tottenham

Autor: Manchester United Brasil
Fonte: www.manutdbr.com

Com uma partida defensivamente segura, ofensivamente pouco inspirada, e com requintes de crueldade ao tomar um gol nos acréscimos, o United empatou fora de casa com o Tottenham. Robin Van Persie marcou para os red devils, Clint Dempsey anotou para os Spurs.

» O jogo

O United entrou em campo com uma escalação não muito habitual na temporada. Três meias centrais - Jones, Carrick e Cleverley -, sendo um apenas para ajudar Rafael na marcação de Bale, e um 4-2-3-1 "torto".Funcionou durante todo o primeiro tempo, onde o sistema defensivo conseguiu segurar o Tottenham, apesar da marcação pressão do adversário no início do jogo.

Entretanto a primeira boa chance veio dos donos da casa, aos catorze minutos, com um bom chute de Lennon defendida por De Gea. No rebote, Defoe, em impedimento, também parou nas mãos do arqueiro espanhol.

Aos vinte e quatro minutos veio a resposta em grande estilo. Excelente jogada construída por Welbeck, até a bola chegar em Cleverley na ponta direita, que em seguida cruzaria para Robin Van Persie anotar mais um gol na Premier League.
A partir de então, o jogo passou a ficar mais intenso no meio-campo, porém isso não se traduzia em chances claras de gol para os dois times. Lances de perigo só voltaram a acontecer no final da primeira etapa, com Bale chutando da entrada da área para uma ótima defesa de De Gea ao quarenta minutos e com Welbeck parando em Lloris após passe de Van Persie aos quarenta e quatro.

» Segundo Tempo

Sem alterações iniciais na segunda etapa, o cenário do jogo se desenhou no ataque do Tottenham e na defesa do United. Durante todo o segundo tempo, o Tottenham teve maior posse de bola, porém tinha muitos problemas para furar o bloqueio defensivo armado por Sir Alex Ferguson, e quando conseguia, esbarrava em uma ótima noite de De Gea.

Aos seis minutos, Dembele fez boa jogada e a bola sobrou para Dempsey que, sozinho à frente do goleiro espanhol, viu seu chute desviado para escanteio. Aos vinte e dois minutos, a resposta do United, com um bom contra-ataque armado por Cleverley e Rafael, que resultou em uma finalização errada de Welbeck após cruzamento do brasileiro.

Com o passar do tempo, a pressão adversária aumentava, e mesmo se defendendo muito bem, o United cedia algumas chances. Aos trinta e dois, Defoe teve grande oportunidade de empatar o jogo após brilhante jogada de Lennon, mas foi bem interceptado por Ferdinand na hora do chute.

Sem encontrar muitos espaços dentro da área, o Tottenham procurava assustar com chutes de fora da área, como com Bale aos quarenta minutos. A bola desviou em Vidic e passou muito perto da trave direita de De Gea.

E quando todos já esperavam um triunfo da defesa do United sobre a pressão do Tottenham, saiu o gol de empate. Aos quarenta e sete minutos da etapa final, após cruzamento na área e saída de De Gea, a bola sobrou para Lennon, que cruzou para Clint Dempsey finalizar para o gol.

» Avaliação dos jogadores

De Gea – boa atuação durante o jogo, com algumas defesas difíceis. Nota 7.

Rafael – excelente atuação do brasileiro, que marcou muito bem Gareth Bale. Nota 8.

Vidic – atuação segura, se dá muito bem quando joga com Ferdinand. Nota 7.

Ferdinand – bastante seguro em campo, fez desarmes importantes durante o jogo. Nota 7.

Evra – sofreu com o ataque de Lennon, e pouco participou no ataque. Nota 6.

Carrick – mais um bom jogo do camisa 16, que faz uma temporada muito regular. Nota 7.

Cleverley – importante no auxilio à Evra na marcação de Lennon quando esteve em campo. De uma linda assistência para o gol. Nota 8.

Jones – foi bem defensivamente, porém quando tentava atacar não conseguia bons resultados. Nota 6.

Kagawa – movimentou-se bastante durante o jogo, porém individualmente não teve grande destaque. Nota 5.

Welbeck – importante no combate à Naughton no começo do jogo e fundamental na construção da jogada do gol. Boa partida. Nota 7.

Van Persie – matador. Quando teve chance, guardou. Nota 7.

» Substituições

Rooney – entrou aos dezoito minutos do segundo tempo, e apesar da vontade de sempre, não brilhou. Nota 6.

Valencia – teve pouco mais de quinze minutos em campo e pouco apareceu. Sem nota.

Por Henrique Toledo

Som MaiorPUBLICIDADE